Deputados do PSL têm medo dos sargentos das Forças Armadas? Não apareceu sequer um deles na audiência do PL1645

Em uma audiência pública convocada para debater os possíveis prejuízos que um projeto de lei pode trazer para suboficiais, sargentos, cabos e soldados não apareceu sequer um deputado federal militar !!!!!!!!

Só esse parágrafo merece uma linha inteira de pontos de exclamação.

O deputado que apareceu foi o subtenente EVERTON, que foi do Paraná para Brasília só para participar da audiência. E o cara não tem nem como fazer nada. Mas só por isso já se destacou como pessoa séria e comprometida com a sua própria classe.

Onde está o deputado federal Hélio Lopes, que há apenas alguns anos nos quartéis dizia que lutaria pelos graduados? O Hélio LOPES além de ser graduado é o mais próximo do presidente. Ele diz pelo menos 7 vezes por dia que é irmão de BOLSONARO, como se quisesse convencer a si mesmo de que isso é verdade. Portanto, tinha como obrigação estar lá naquela audiência.

Se ele tem medo de falar é outra coisa. Não precisava falar, era só ir lá para conhecer os problemas. Há noticias de que o Helio tem evitado os subs do Exército que o procuram. Se for verdade isso é lamentável.

Onde estão os deputados do PSL que são policiais militares, que também sabem do sofrimento dos Militares das Forças Armadas?

Esses caras vão aparecer nos quartéis no ano que vem pra pedir votos para o PSL na campanha pra prefeito e vereador?

Será que estão com medo? Com medo de que?

Se já estão eleitos estão com medo de quê? provavelmente com medo de não receber apoio de alguém grande do partido nas eleições de daqui a 3 anos, quando certamente vão tentar a reeleição.

DECEPÇÃO ENORME.

Só contamos com nós mesmos.

Please follow and like us:

Faça um comentário, deixe sua contribuição para esse discussão

3 comments

  1. Olha, não sou o “advogado do diabo” (mesmo porque, nem advogado sou – até alguns dizem que minha profissão tem “pacto com o demo”, sou Economista…) mas, eu acho que ainda é cedo para tirarmos conclusões apressadas – nós, brasileiros, queremos tudo “pra ontem”; esse problema todo com o PL em tela, começou quando o Presidente estava fora e o pessoal do MD elaborou o projeto à moda deles mas, o “bizú” vazou e, chegando aos ouvidos do Bolsonaro, ele mandou parar pois queria ver quando voltasse; segundo se soube, estava pior do que está agora e, a grita dos graduados seria bem maior! Em suma, as constantes manifestações de grupos de graduados da MB e AER, já chegaram, com certeza, ao conhecimento do Presidente e, só ele, somente ele pode determinar qualquer mudança, através de uma emenda ou coisa que o valha; os deputados também o farão, não importa a cor do partido, pois sabem que a família militar é numerosa e, vão tentar captar a simpatia (e os votos) dessa massa! Daí, aguardemos os acontecimentos; se as justas reinvidicações não forem atendidas, eles que tratem de fazer seu “pé de meia” nos 4 anos de mandato porque é só isso que terão! Economista e SO Aer Ref Costa

  2. Fiz carreata, passeata, campanha e fui fiscal do mito aqui em Recife-PE junto com familiares e amigos da reserva, não fiz por dinheiro, fiz tudo isso, por acreditar na justiça que com Bolsonaro tudo seria com uma justa e coerente decisão em seu governo. Minha esperança é que Ele veja que a classe que mais dá o sangue sempre foi a mais massacrada e injustiçada. Portanto, acredito ainda que será revista a nossa classe de Suboficiais, Sub tenentes, Sargentos, cabos e soldados da reserva e ativa, pois somos brasileiros que há muito vem sendo massacrados por governos anteriores e que o atual não nos decepcione mais com uma decisão injusta. NÃO DEIXE o alto e forte grito de guerra “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos” APAGAR EM NOSSAS MEMÓRIAS.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *